Somos co-autores do nosso destino. Mude o seu AGORA: mitologia@esdc.com.br .

luciene felix lamy

luciene felix lamy

Programa do Curso


Próxima Turma: MAIO de 2018


Paolina Borghese

Alguns mitos inesquecíveis..

O rapto de Perséfone (Prosérpina) por Hades (Plutão) - imortalidade e as estações do ano


Apollo e Dafne - mito da origem do amor não correspondido


Eros (Cupido) & Psyché - condição 'sine qua non' para o amor


Pigmalião e Galatéia - a idealização do ser amado

Minerva (Palas Athena) - nascimento da deusa da sabedoria e justiça


Esculápio (Asclépio) - mito da medicina


Ilíada (Homero) - o desencadeamento da guerra de Tróia


Prometeu e Pandora - o dom da inteligência do homem e criação da mulher


Perseu e Andrômeda - mito de heroísmo


Enéas, Anquises e Ascânio - a fundação de Roma pelos netos e bisnetos, Rômulo e Remo


Hermafrodito - o nascimento do filho de Hermes e Afrodite


Sileno e o mito do Rei Midas - a ganância nos torna burros


A queda de Faetonte - o preço da vaidade







Confira o Programa completo, logo abaixo.  

POR QUE MITOLOGIA GRECO-ROMANA?




As exposições mitológicas explicitam arquétipos (do grego, arché + typein = princípio que serve de modelo) atemporais e universais.

Desse modo, ao antropomorfizarem os deuses, ou seja, dar-lhes características genuinamente humanas, os antigos revelaram os princípios (arché) de sentimentos e conflitos que são inerentes a todo e qualquer mortal.

A necessidade da ordem (kósmos), da harmonia, da temperança (sophrosyne) em contraponto ao caos, à desmedida (hýbris) ou, numa linguagem nietzschiana, o apolíneo versus o dionisíaco, constitui a base de toda antiga pedagogia (Paidéia) tão cara à aristocracia grega (arístois, os melhores, os bem-nascidos posto que "educados").

Com os exponenciais poetas (aedos) Homero (Ilíada e Odisséia), Hesíodo (A Teogonia e O trabalho e os dias), Ovídio (Metamorfoses), além dos pioneiros tragediógrafos Sófocles, Ésquilo e Eurípides, dispomos de relatos que versam sobre a justiça, o amor, o trabalho, a vaidade, o ódio e a vingança, por exemplo.

O simples fato de conhecermos e atentarmos para as potências (dýnamis) envolvidas na fomentação desses sentimentos, torna-nos mais aptos a deliberar e poder tomar a decisão mais sensata (virtude da prudência aristotélica) a fim de conduzir nossas vidas, tanto em nossos relacionamentos pessoais como indivíduos, quanto profissionais e sociais, coletivos.

AGIMOS COM MUITO MAIS PRUDÊNCIA E SABEDORIA.

E era justamente isso que os sábios buscavam ensinar, a harmonia para que os seres humanos pudessem se orientar em suas escolhas no mundo, visando atingir a ordem presente nos ideais platônicos de Beleza, Bondade e Justiça.

Estou certa de que a disseminação de conhecimentos tão construtivos contribuirá para a felicidade (eudaimonia) dos amigos.

Com boa educação, aprimoramos nossa cultura, contribuímos significativamente para que nossa sociedade se torne mais justa, bondosa e bela. Numa palavra: MAIS HUMANA.


Bem-vindos ao Olimpo, amigos!



Obs.: Será concedido "Certificado" aos participantes.

PROGRAMA COMPLETO DO CURSO DE MITOLOGIA GRECO-ROMANA

Objetivo: Além dos relatos mitológicos das obras contempladas, percorreremos a história dos mitos explicitando o desencadeamento da evolução da racionalidade humana desde os primórdios da civilização para atingir uma melhor compreensão do mundo atual. Versaremos sobre religião, justiça, política e filosofia.
Programa: Reconstituição Histórica da Evolução do Homem: O que é o Homem? Zoopolitiken. Animal Racional - Ser para a Morte - Pulsão de Libido - Busca Genealógica - Ser de Alteridade - Axiológico - Ser de Fronteiras - Homoreligious - Homolaborius - Homoludens - Ser de Linguagem - Sujeito Histórico.
Idade da Pedra: Geografia grega - desenvolvimento da cognoscência - interdição do incesto e enterro dos mortos - observação da natureza (physis) - nomadismo e observação dos astros - ciclos primordiais: dia/noite e as 4 lunações e estações do ano - matemática e geometria pitagóricas - estado de natureza rousseauniano - alteridade e vaidade - nômeno e fenômeno (causa e efeito) - hierofanias - magia/mito/rito/religião.
Idade do Bronze: Civilizações minóicas e micênicas (vaca/touro) - religião grega - primícias e oferendas aos deuses no asylon/fannum - dionisismo (caos do bode).
Idade do Ferro: Invasões dóricas (guerra e pilhagem) - domesticação do cavalo - transição do matriarcado para o patriarcado - aedos: Homero: Iliíada/Odisséia e Hesíodo: Teogonia/O trabalho e os dias - Sacerdotes (mânticos) e Guerreiros (heróis).
Função e Ordenação do Mito: Teogonia: fundação do tempo e do espaço - antropomorficização dos deuses - nascimento das Erínias (vingança) - nascimento de Afrodite (urânia/pandêmia) - hybris e sophorosyne: desmedida e justa-medida - vaidade do espírito (o Saber/serpente) - vaidade social (o Poder/leão) e vaidade material (a Posse/touro) - Thémis e Diké (justiça divina e humana).
Mitos Greco-romanos e Arte: Chronos/saturno (o tempo) - Léthe (verdade) - Eros & Psyché (amor) - Minotauro (posse) - Hefestos (rejeição e trabalho) - Cástor & Pólux (irmãos) - Páris (valores) - Palas Athena (sabedoria e justiça) - Medéia (vingança) - Antígona (desafio ao Estado) - Dédalo (hybris) - Faetonte (hybris) - Prometeu, Epimeteu e Pandora - Hermes (mensageiro dos deuses) - Rapto de Perséfone (estações do ano) - Perseu , Teseu e Aquiles (heróis).
A inestoriabilidade do mito: releitura do mito na atualidade - principais mitólogos e discussão de casos.


matrículas abertas pára a próxima turma: Setembro de 2017.

mais informações: mitologia@esdc.com.br OU clarice@nossacompanhia.com.br


* Graduada em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Professora de Filosofia e Mitologia Greco-Romana da Escola Superior de Direito Constitucional (ESDC), há mais de 10 anos, Articulista de Filosofia do jornal jurídico Carta Forense e autora do premiado Blog de Filosofia e Mitologia Greco-romana (mais de 150 artigos publicados): http://www.lucienefelix.blogspot.com.